home | news

Post

Obras de contenção: qual melhor tipo para sua estrutura

imagem postagem
16/09/2019

Obras de contenção são as principais aliadas estruturais para conter a erosão do solo e trazer estabilidade para terrenos com deformidades. Tem dúvidas sobre elas? Então, chegou ao artigo certo.

Como parte importante para a execução de obras civis, a escolha das estruturas de contenção exige atenção aos detalhes. O primeiro ponto a ser verificado pelo engenheiro são as condições do solo. Em seguida, é o momento de definir qual material melhor se aplica a ele. Em obras de contenção isso é essencial para garantir uma construção de qualidade e prevenir possíveis problemas estruturais no futuro.

Neste artigo, você vai poder esclarecer todas as suas dúvidas sobre obras de contenção, desde o que é até como escolher o melhor tipo de muro de arrimo. Esperamos que seja útil para ajudá-lo a executar obras com qualidade e eficiência, sem possíveis prejuízos a médio e longo prazo. Vamos em frente?

O que são obras de contenção e para que servem?

São chamadas de obras de contenção as estruturas corridas de parede vertical (ou quase) apoiadas em fundações rasas ou profundas

Capazes de suportar o peso da terra que está no nível mais elevado da construção para que não ocorra deslizamento de terra, servem para conter a erosão do solo, dar estabilidade à obra e isolar o terreno. Ou seja, suportam a terra da parte mais alta da acomodação para que a pressão se estabilize e não ceda.

LEIA TAMBÉM: Projeto de fundação: o que é e quais as suas principais características

Exatamente por isso, quando não são planejadas, calculadas e executadas corretamente pode causar desastres como os deslizamentos de terra ocorridos em várias cidades do Brasil, principalmente durante os períodos mais chuvosos do ano.
 

Vantagens de realizar obras de contenção

Como ajudam a aumentar a durabilidade, a qualidade e a segurança das obras as estruturas de contenção também funcionam como meios de acelerar as construções. 

Com a redução de tempo da obra, contribuem para a redução de custo e economia de dinheiro. Isso sem falar que proporcionam uma estética melhor e flexibilidade construtiva. 

Neste artigo, vamos falar sobre uma das estruturas de contenção mais utilizadas: os muros de arrimo. 

Quando usar os muros de arrimo?

Usados para prevenir desmoronamentos e aumentar a estabilidade do solo, os muros de arrimo devem ser aplicados em casos específicos:
  • Em terrenos com inclinação perigosa, para sustentar a parte inclinada e evitar que acumule água e desmorone.
  • Quando for feito corte no terreno para que se torne plano e a terra ficar exposta, com desnível e sem proteção natural, prevenindo que o excesso de terra se direcione para a parte mais baixa.
Por isso mesmo, podem ser vistos em barragens, casas, diques, ferrovias, encostas e rodovias, dentre outros.
 

Principais tipos de muros de arrimo e suas aplicações

Basicamente, existem duas modalidades de muros de arrimo em obras de contenção: por gravidade e por flexão

No entanto, vale lembrar que para definir o melhor tipo de construção para o seu terreno é preciso avaliar primeiro as características e condições do solo - como comentamos no início deste artigo. Conheça as duas formas de fazer muro de arrimo:
 

Contenção por gravidade

Os muros de contenção por gravidade ajudam a conter o maciço de solo através da combinação do próprio peso com suas características geométricas. 

São indicados para terrenos com desníveis pequenos ou médios. Podem ser executados com materiais como alvenaria, concreto, gabiões ou pedras argamassadas.

Confira mais detalhes sobre os tipos mais usuais de muros de contenção por gravidade:
 

1. Muro de alvenaria de pedras

É um dos tipos mais comuns de muro de arrimo, principalmente em desníveis pequenos com até 3 metros de altura.

Pode ser executado com o empilhamento manual das pedras para que o muro ganhe resistência com a aderência entre elas.

Fácil de fazer e com baixo custo, não é aconselhável para muros com mais de 2 metros de altura.
 

2. Muro de concreto ciclópico

Outro exemplo de material usado em obras de contenção é o concreto ciclópico, formado por água, areia, agregado graúdo, cimento e até 30% de pedra de mão ou matacão.

Também tem baixo custo, mas só é viável para contenções de até 4 metros de altura. E, em termos estéticos, os muros de concreto ciclópico apresentam geometria trapezoidal ou de degraus.
 

3. Muro de gabião

Gabião nada mais é do que uma malha de fios de aço galvanizado, em dupla torção, preenchida com pedras britadas e organizadas de forma justapostas até a altura desejada. Porém, não são recomendados para alturas superiores a 4 metros.
 

Contenção por flexão

Já os muros de arrimo de flexão são aqueles que resistem a esforços solicitantes, ou seja, usam de seu próprio peso e do peso do solo para se manterem em equilíbrio. O que requer uma boa base, mas estruturas mais esbeltas que os muros de gravidade.

Feitos com materiais mais resistentes e armados com barras de aço, são executados em concreto armado. Então, possuem alta resistência aos esforços de empuxo do solo, aumentando ainda mais a inércia e a estabilidade da obra.

Em caso de construções de muros mais altos, também podem ser ancorados por tirantes em sua base para que as deformações sejam reduzidas. Em termos técnicos, chamamos isso de muro de concreto armado atirantado.

Veja quatro exemplos de muros de flexão mais comuns no mercado:
 

1. Muro com contraforte

Usado para conter grandes alturas, é semelhante ao muro de concreto armado com a inserção de contrafortes em seu comprimento. Contrafortes são paredes de concreto construídas de forma perpendicular ao muro para dar rigidez à estrutura.
 

2. Muro com vigas e pilares

Essa é outra forma de fazer obras de contenção de arrimo. Consiste no preenchimento de vigas e pilares com blocos. O que requer boas fundações para garantir a estabilidade dos pilares.
 

3. Muro de bloco armado

O muro de bloco armado é usado como uma alternativa para o muro de concreto armado convencional. A diferença é que inclui vários blocos estruturais com concreto armado, ideal para construções de grande porte.
 

4. Muro de concreto armado

Já o muro de concreto armado é como um muro convencional, porém estruturado a partir do uso do concreto e de barras de aço. Composto pela sapata de fundação e a parede, é uma solução muito eficaz, resistente e segura para conter o solo.
 

Qual é a melhor estrutura de contenção para obras civis?

A escolha da melhor estrutura de contenção para obras civis depende das condições do solo a ser construído. Mas, em geral, o que mais recomendamos são obras de contenção com o uso do concreto armado. Isso porque eles contêm vários tipos e têm como vantagem diminuir o volume da estrutura de arrimo, embora tenha um custo mais elevado.

Para realizar obras de contenção sem correr o risco de prejuízos como deslizamentos de terra e desmoronamentos, é importante considerar a contratação de um engenheiro consultivo. Um profissional qualificado para indicar o melhor material e modalidade de estrutura para cada caso, além de avaliar a necessidade de um sistema de drenagem capaz de amenizar a pressão da água sobre o muro de arrimo.

Se precisar de ajuda para planejar e executar obras de contenção com qualidade e segurança, entre em contato com a nossa equipe. Na CLG Engenharia Consultiva temos especialistas em estruturas e fundações prontos para atender aos desafios da sua empresa. Conheça os nossos cases!

veja também

Artigos

Como elaborar uma proposta técnica para o seu projeto de obra

Para participar de uma concorrência ou para a preparação da execução de obras, a certeza é uma só: o contratante vai exigir uma proposta técnica para o projeto de obra.

Artigos

Reestruturação de empresas para pequenos e médios negócios: saiba porque ela é importante

Reestruturação de empresas é um processo pelo qual nenhum negócio espera passar, mas que pode ser fundamental para manter suas portas abertas. Saiba mais.

Instagram

CONHEçA A EMPRESA

Faça o download da apresentação e portfólio da CLG